Governo do Distrito Federal
24/03/22 às 17h10 - Atualizado em 24/03/22 às 17h20

Controladoria-Geral e Secretaria da Pessoa com Deficiência assinam acordo por ouvidorias mais acessíveis no DF

COMPARTILHAR

Foto: Neurivan Oliveira Santos (Ascom CMBDF)

 

Durante encontro foi assinado acordo por mais acessibilidade e inclusão de pessoas com deficiência

 

A Controladoria-Geral do DF (CGDF) promoveu, na sexta-feira (18), o evento “O papel da Ouvidoria na defesa dos direitos humanos”, em celebração ao Dia do Ouvidor (16/3). O evento aconteceu no Museu Histórico do Corpo de Bombeiros Militar do DF, e teve transmissão ao vivo pelo Youtube, no canal TV Controladoria DF. Organizado pela Ouvidoria-Geral do DF (OGDF), unidade da CGDF, o evento abordou a importância de trabalhar por mais acessibilidade e inclusão de pessoas com deficiência nas ouvidorias do GDF e destacou o acordo firmado entre a Controladoria-Geral e a Secretaria Extraordinária da Pessoa com Deficiência do DF.

 

A Portaria entre a Controladoria-Geral do DF e a Secretaria Extraordinária da Pessoa com Deficiência busca implementar algumas ações voltadas para a Rede de Ouvidorias do Governo do DF, como: a conscientização sobre acessibilidade junto aos ouvidores da Rede; a avaliação da acessibilidade arquitetônica física nas ouvidorias do GDF; a inclusão da categoria Ouvidoria Acessível, no prêmio de boas práticas de Ouvidorias; a promoção de cursos e materiais sobre acessibilidade e a adequação do Sistema OUV-DF e do Painel de Ouvidoria garantindo o acesso aos sites e sistemas da Rede, dentre outras ações.

 

Confira o evento completo aqui.

 

O evento teve como parceiros o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), as Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa), Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e Banco de Brasília (BRB). Participaram da abertura do encontro o controlador-Geral do DF, Paulo Wanderson Martins, a ouvidora-Geral do DF, Cecília Fonseca, o secretário da Pessoa com Deficiência do DF (SEPD), Flávio Pereira dos Santos, e representando o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do DF, o subcomandante-geral Edimar Hermógenes de Moura. O evento teve tradução em libras e áudiodescrição dos participantes, além da experiência de vivência de pessoas com deficiência visual e de pessoas em cadeira de rodas.

 

O controlador-geral do DF destacou o esforço, o trabalho, a determinação e obstinação dos servidores das ouvidorias do GDF em transformar as ouvidorias do Distrito Federal em exemplo de sucesso. Citou dados do relatório da Rede de Ouvidorias do DF de 2021, lançado durante a Semana do Ouvidor, destacando a participação do cidadão com mais de 30 mil avaliações sobre o trabalho das ouvidorias e aumento de 86% no número de registros nos últimos cinco anos. “Muitas vezes o primeiro contato do cidadão com o governo é por meio da ouvidoria, e esse aumento mostra que o cidadão acredita no nosso trabalho, que confia em nós. Por isso temos que desempenhar o nosso papel com mais qualidade e trabalhar por uma ouvidoria mais acessível e inclusiva”, pontua o controlador-geral Paulo Wanderson Martins.

 

 

 

Fotos: Ascom CGDF e Ascom CBMDF)

 

Para o secretário Flávio dos Santos esse é o “momento especial para aqueles que se colocam à disposição para atender pessoas especiais, que precisam ter um trabalho direcionado”. Ele destacou a criação de vários programas na SEPD e o acordo entre a CGDF e a Secretaria, desejando que outros órgãos possam seguir este exemplo, para que pessoas com deficiência tenham sua cidadania e inclusão social garantidas.

 

A ouvidora-geral do DF, Cecília Fonseca, destacou que o papel do ouvidor na defesa dos direitos humanos é desafiador, pois o ouvidor deve refletir o conceito de coragem, de atitude para tomar decisões que contribuam para melhor atendimento ao cidadão. “Estamos construindo uma ouvidoria com mais acessibilidade, para garantir que todos os cidadãos tenham acesso aos canais que permitem o controle social. Já estamos colocando a mão na massa e a nossa participação é fundamental para um governo cada vez mais participativo”, destaca.

 

O representante do comandante-geral do CBMDF, subcomandante-geral Edimar Moura, ressaltou que a ouvidoria da corporação utiliza libras na comunicação com o cidadão com deficiência auditiva. Entre outras ações, também citou a inclusão do cão guia para pessoas com deficiências visuais.

 

 

Bate-papo

 

No bate-papo com a presença de Renata Zuquim, do Escritório de Assuntos Internacionais do GDF, de Wandersson Cavalcanti, da Ouvidoria do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, e de Flávio dos Santos, secretário da Pessoa com Deficiência, foram levantadas várias reflexões sobre a Agenda 2030, os objetivos de desenvolvimento sustentável como norteadores das políticas públicas do Governo do Distrito Federal, os desafios e avanços para uma acessibilidade atitudinal no atendimento às pessoas com deficiência e o papel das ouvidorias na defesa dos direitos humanos. Ao final do encontro foram apresentadas as iniciativas premiadas no 6° Concurso de Melhores Práticas em Ouvidoria Pública de 2021.

 

 

 

Fonte: Ascom/CGDF

 

 

 

Ouvidoria-Geral do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Anexo do Palácio do Buriti, 12º andar, sala 1203. - CEP: 70075-900 Telefone: 162

Governo do Distrito Federal