Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/01/13 às 13h41 - Atualizado em 29/10/18 às 12h44

Denúncia – Dupla que agia com grilagem de terras é presa

Graças à denúncia recebida pela Ouvidoria Geral e encaminhada à Secretaria de Ordem Pública e Social (Seops), foi deflagrada, no dia 24/01, uma operação conjunta desta secretaria e a Polícia civil – Delegacia de Meio Ambiente. Dois homens foram surpreendidos em negociação de venda de terrenos em área de preservação permanente (APP) na região conhecida como Núcleo Rural 26 de setembro em Taguatinga. Homem que se dizia corretor foi preso.

A Área, que possui nascentes d’água espalhadas pelos seus 24hectares e encontra-se inserida na Floresta Nacional de Brasília, seria dividida ilegalmente em 265 lotes, a maioria com 400 metros quadrados, mas as frações poderiam chegar a mil metros quadrados. De acordo com os próprios grileiros, 11 já tinham sido vendidos. O valor dos lotes variavam entre R$ 38 e R$ 42 mil reais.

De acordo com os agentes, o terreno contava com postes de iluminação e duas ruas já tinham sido abertas. Pelo projeto, haveria uma rua principal chamada Avenida Boulevard, entre as ruas 6 e 5 do núcleo rural. O empreendimento seria dividido por quadras, com lotes para residência e comércio.

Conduzidos à Dema, o corretor de imóveis- sem registro no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do DF (Creci-DF) -confessou o negócio. Ele foi preso em flagrante e vai responder pelos crimes de parcelamento irregular do solo e ambiental. Ele permaneceu dois dias preso e após pagar fiança foi posto em liberdade provisória. Já o suposto dono do terreno foi indiciado pelos crimes, mas em seguida acabou liberado porque não havia provas suficientes para o flagrante. Mas o caso permanece em apuração.



Ouvidoria Geral do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Anexo do Palácio do Buriti, 12º andar, sala 1203. - CEP: 70075-900 Telefone: 162